Conheça os principais ETFs de Tecnologia dos Estados Unidos

Publicado por Avenue em fevereiro 17, 2021 | Atualizado em fevereiro 22, 2021
Tempo de leitura: 7 minutos

Nos últimos anos, os ETFs (Exchange-traded fund) de Tecnologia dos Estados Unidos vêm atraindo a atenção de muitos investidores globais. A possível razão para essa tendência não é muito difícil de compreender, já que o setor vive tempos de constante desenvolvimento e suas soluções estão cada vez mais presentes em diferentes aspectos da vida de todas as pessoas.

Esse cenário normalmente favorece às empresas de tecnologia e costuma dar a elas uma posição de destaque nas bolsas de valores pelo mundo, especialmente nas americanas como a NYSE e a NASDAQ. O resultado disso é que os ETFs que acompanham esse nicho de mercado se tornaram alternativas atraentes para quem quer diversificar sua carteira investindo no exterior, com riscos reduzidos.

Antes de investir em qualquer fundo mútuo ou ETF, considere seu objetivo, riscos, encargos e despesas de investimento. Os ETFs estão sujeitos à flutuação do mercado e aos riscos de seus investimentos subjacentes. Os ETFs estão sujeitos à taxas de administração e outras despesas. Diferentemente dos fundos mútuos, as ações de ETFs são compradas e vendidas pelo preço de mercado, que pode ser maior ou menor que o seu NAV, e não são resgatadas individualmente do fundo. Os retornos do investimento variam e estão sujeitos à volatilidade do mercado, de modo que as ações de um investidor, quando resgatadas ou vendidas, podem valer mais ou menos do que seu custo original. Os ETFs estão sujeitos à riscos semelhantes aos das ações. Alguns fundos negociados em bolsas especializadas podem estar sujeitos à riscos adicionais de mercado. Os produtos negociados em bolsa alavancada e inversa não são projetados para comprar e manter investidores ou investidores que não pretendem gerenciar seus investimentos diariamente. Esses produtos são para investidores sofisticados que entendem seus riscos (incluindo o efeito da composição diária dos resultados de investimentos alavancados) e que pretendem monitorar e gerenciar ativamente seus investimentos diariamente.

Pensando nisso, convidamos o estrategista-chefe da Avenue, William Castro Alves, para nos contar mais sobre o assunto.

Diversificando carteira no exterior com os ETFs de Tecnologia

De início, William destaca que uma das características mais importantes da aplicação em ETFs é a diversificação que eles podem proporcionar. Essa costuma ser uma das estratégias de investimento para aumentar a proteção do patrimônio e mitigar os riscos envolvidos.

Entretanto, lembre-se de que, embora a diversificação possa ajudar a espalhar riscos, ela não garante lucro nem protege contra perdas. Sempre existe o potencial de perder dinheiro quando você investe em valores mobiliários ou outros produtos financeiros. Os investidores devem considerar cuidadosamente seus objetivos e riscos de investimento antes de investir. O preço de um determinado título pode aumentar ou diminuir com base nas condições do mercado e os clientes podem perder dinheiro, incluindo seu investimento original.

Vale lembrar, ainda, que eles funcionam como cestas compostas de diversos ativos negociados em conjunto por meio de bolsas de valores. Isso permite que o investidor acesse diferentes mercados e ações de tecnologia (como Tesla, Facebook, Google, etc.) com facilidade e sem complicação. Afinal, é possível, por exemplo, adicionar um setor inteiro dentro da sua carteira sem precisar adquirir os papéis de cada empresa individualmente, mas com apenas um ativo.

Seu desempenho é baseado em indicadores específicos, que podem representar determinados setores da economia, ou mesmo todo o conjunto de ações negociadas. Tendo em vista a relevante participação das empresas de tecnologia no mercado americano, existe um indicador dedicado a medir exclusivamente o desempenho dessas companhias por lá.

Além disso, William destaca que as ações do setor são responsáveis por 26% do principal índice da bolsa americana, o S&P 500. Assim, ao investir em ETFs de tecnologia nos Estados Unidos, o investidor pode contar com todos os benefícios da diversificação e aproveitar os resultados de um dos mercados que tem crescido no mundo.

Alguns ETFs de Tecnologia dos Estados Unidos

Os ETFs no mercado americano já estão consolidados há muitos anos, gerando oportunidades para investidores do mundo todo. Somando esse cenário positivo com a força do setor de tecnologia, a realidade é que novas opções voltadas a esse mercado devem surgir com grande frequência, explica Will.

De acordo com ele, hoje há mais de quarenta opções em ETFs de tecnologia existentes na bolsa americana. Dentro desse grande universo, é possível encontrar aquelas dedicadas a diferentes segmentos, como:

  • TI;
  • e-commerce,;
  • games;
  • biotecnologia;
  • segurança digital e muitas outras.

Ainda assim, William ressalta que existem as opções de cunho tradicional, que normalmente contam com mais recursos investidos e alta liquidez. Veja agora algumas das alternativas, dentre tantas outras, lembradas pelo especialista e conheça suas características.

XLK

Esse é um ETF que permite exposição global a diferentes empresas de tecnologia e em variados segmentos. O fundo conta com cerca de 30 bilhões de dólares aplicados e com a participação de grandes empresas do mercado como Microsoft, Apple e Intel, fazendo dele um importante ETF da bolsa americana.

Graças a esse aspecto de maior amplitude, essa pode ser uma boa opção para quem quer começar a alocar seus recursos nesse tipo de investimento. A partir daí, fica mais fácil pensar em diversificar para áreas com maior especificidade e que apresentem expectativas promissoras.

XBI

Esse é um fundo que segue o índice das empresas do segmento de biotecnologia, destaca William. É composto por ações de 99 companhias com distribuição bem equilibrada entre elas. Uma característica desse ETF é que ele visa o desenvolvimento das pequenas e médias empresas do setor, o que lhe permite um bom retrospecto nos últimos anos. Desde a criação, sua rentabilidade anual é de 14,9%.

CIBR

A referência desse ETF é o índice das companhias de segurança digital. Ele é composto por 42 ações de companhias envolvidas no desenvolvimento, implementação e gerenciamento de sistemas de segurança para redes públicas e privadas. O montante aplicado no fundo atualmente é de cerca de 1,26 bilhões de dólares e conta com a participação de empresas como Cisco e Okta Inc.

Como investir em ETFs de Tecnologia nos Estados Unidos

De fato, o investimento em ETFs de Tecnologia pode ser uma oportunidade para quem quer uma exposição a um dos setores que tem crescido na economia mundial. Segundo Will, é importante que o investidor global conte com esses ativos em sua carteira, uma vez que eles podem ser muito representativos no atual momento da bolsa americana.

Para começar, a principal dica do nosso especialista é entender o que é e como funciona o investimento em ETF. Essa é uma das melhores formas de conhecer os riscos e descobrir quais as opções indicadas ao seu perfil. Nessa análise, é importante levar em conta o tamanho do fundo, o aporte necessário e a taxa de administração cobrada pela gestora. William lembra também que é fundamental verificar quais são os ativos integrantes da opção escolhida.

Isso porque, se a composição dos ETFs da sua carteira for muito semelhante, com participações significativas das mesmas empresas, a diversificação pode não ser tão efetiva. Dessa forma, William ressalta que o ideal é diversificar os investimentos dentro dos diferentes segmentos, não apenas no setor de tecnologia como em outros importantes na economia.

Como a Avenue pode auxiliar o investidor

Para finalizar, o estrategista-chefe da Avenue lembra que a escolha de uma corretora de valores sólida e de confiança é o primeiro passo antes de qualquer investimento. E quando falamos em aproveitar as oportunidades da bolsa de valores americana, a corretora tem sido referência para os investidores brasileiros.

Possibilitando o acesso a esse mercado de forma simplificada, sem a necessidade de possuir conta bancária de fora do país. O envio de recursos, a aquisição e o gerenciamento de ativos podem ser feitos diretamente na plataforma, que é intuitiva e fácil de compreender.

Sempre que for preciso, sua equipe estará pronta para prestar o apoio necessário aos investidores. Além disso, disponibilizam relatórios de imposto de renda, indispensáveis no momento da declaração de pessoas físicas. De acordo com William, esse suporte é um grande diferencial para que os investidores possam fazer bons negócios com ETFs de tecnologia, construindo uma carteira diversificada e adequada aos seus objetivos.

Ficou interessado e deseja saber mais? Acesse a plataforma e descubra como a corretora Avenue Securities LLC pode te ajudar a se tornar um investidor global.